Lições Bíblicas CPAD

Jovens e Adultos

 

 

2º Trimestre de 2008

 

Título: As Disciplinas da Vida Cristã - Trabalhando em busca de perfeição

Comentarista: Claudionor de Andrade

 

 

Lição 1: As disciplinas da vida cristã

Data: 06 de Abril de 2008

 

TEXTO ÁUREO

 

Exercita-te a ti mesmo em piedade. Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir(1 Tm 4.7,8).

 

VERDADE PRÁTICA

 

Se tivermos uma vida cristã disciplinada, haveremos de operar vitoriosamente no Reino de Deus.

 

LEITURA DIÁRIA

 

Segunda - 2 Tm 2.3

A disciplina do crente como soldado

 

 

Terça - 1 Co 9.25

A disciplina do crente como atleta

 

 

Quarta - 2 Tm 2.6

A disciplina do crente como agricultor

 

 

Quinta - Dn 1.8

O exemplo de Daniel

 

 

Sexta - Hb 11

A disciplina da fé

 

 

Sábado - 1 Ts 5.17

A disciplina da oração

 

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

 

2 Timóteo 2.3-12.

 

3 - Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.

4 - Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.

5 - E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente.

6 - O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos.

7 - Considera o que digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.

8 - Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, ressuscitou dos mortos, segundo o meu evangelho;

9 - pelo que sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa.

10 - Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna.

11 - Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele, também com ele viveremos;

12 - se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará.

 

INTERAÇÃO

 

Prezado professor, neste trimestre estudaremos “As Disciplinas da Vida Cristã”. São treze lições que tratam dos exercícios espirituais necessários ao pleno desenvolvimento de uma vida cristã madura, equilibrada e triunfante. O comentarista, Pr. Claudionor de Andrade, além de ser um dos mais respeitados teólogos do Brasil, é um piedoso servo de Deus, conhecido por sua vida disciplinada e profundo amor a Jesus. Em suma, estas lições refletem a tônica da exortação de Paulo em 1 Tm 4.7: “Exercita-te a ti mesmo em piedade”. Deus o abençoe!

 

OBJETIVOS

 

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:

  • Definir a expressão “Disciplinas da vida cristã”.
  • Descrever os símbolos da vida cristã disciplinada.
  • Aplicaras disciplinas cristãs em sua vida e ministério.

 

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

 

Professor, leia com atenção os textos de 1 Co 9.7-27; Ef 6.10-17 e 2 Tm 2.3-6. Eles discorrem sobre três símbolos bíblicos apresentados na lição: o soldado, o atleta e o lavrador. É justamente através dessas três figuras que somos exortados a viver uma vida piedosa, sincera, abnegada e dedicada ao serviço cristão. Como você já sabe, o símbolo é uma figura que representa uma verdade moral ou religiosa. A tabela abaixo sintetiza os principais ensinos do tópico II e, conforme os recursos disponíveis, a reproduza.

 

FIGURA

SIGNIFICADO

APLICAÇÃO

PRÊMIO


SOLDADO

Disciplina na aflição (1 Co 9.7a; 2 Co 10.3-5; Ef 6.10-10)

Resistência e perseverança no sofrimento

Aprovação do Comandante


ATLETA

Disciplina no cumprimento das regras (1 Co 9.24-27)

Resistência e perseverança no que é reto

Coroa da vitória


LAVRADOR

Disciplina na paciência e perseverança (1 Co 9.7b,10-12)

Resistência e perseverança para colher os frutos

Resistência e perseverança para colher os frutos do labor


 

COMENTÁRIO

 

introdução

 

Palavra Chave

Disciplina: Prática, submissão e observação a certos preceitos que regulam e orientam o viver cotidiano do indivíduo.

 

Infelizmente, pouca importância damos às disciplinas da vida cristã. Mostram as Escrituras, todavia, que, sem o seu exercício, jamais alcançaremos o alvo que nos traçou Deus através de Cristo: a estatura de um ser humano perfeito, como perfeito era Adão antes de haver transgredido a lei divina.

Por que as disciplinas da vida cristã são tão importantes? Em que reside o seu mérito? Em sua doutrina? Ou em sua devoção? Aliás, que doutrina não é devocional e que devoção não é doutrinal? Os santos do Antigo e do Novo Testamento, em sua peregrinação rumo à Jerusalém Celeste, disciplinavam-se de tal forma que, ousada e bravamente, venceram um mundo comprometido com o maligno.

Deseja você também triunfar? Não se esqueça das disciplinas espirituais. Ande como Jesus andou; torne-se parecido com o seu Senhor.

 

I. O QUE SÃO AS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

 

John Wesley cultivava a piedade, de tal maneira, que os seus colegas, na universidade, apelidaram-no de o metodista. No orar e no estudar a Bíblia, metódico. Erguendo-se ele como um perfeito exemplo de vida cristã, não lhe foi penoso avivar a Inglaterra no século 18. Wesley sabia o quanto são importantes, para o crente, as disciplinas devocionais (Tt 1.7,8).

1. Definição. Disciplinas da vida cristã são os exercícios espirituais, prescritos na Bíblia Sagrada, cujo objetivo é proporcionar ao crente uma intimidade singular com o Pai Celeste, constrangendo os que nos cercam a glorificar-lhe o nome (Hb 12.8).

2. Elementos das disciplinas da vida cristã. De conformidade com as Sagradas Escrituras, estas são as disciplinas a que deve submeter-se o crente: adoração a Deus, leitura diária e sistemática da Bíblia, oração, serviço, mordomia do corpo e dos bens, etc. Tem você se dedicado a essas observâncias? Outros elementos, igualmente valiosos, poderiam ser aqui arrolados; estes, porém, já são mais do que suficientes, para mostrar a sublimidade de nossa carreira cristã.

Para inteirar-se melhor do assunto, recomendo a leitura do livro Disciplinas do Homem Cristão de R. Kent Hughes.

 

SINOPSE DO TÓPICO (I)

 

As disciplinas da vida cristã são os exercícios espirituais que proporcionam ao crente uma intimidade com Deus. São elas: adoração, leitura da Bíblia, oração, entre outras.

 

II. SÍMBOLOS DAS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

 

Há pelo menos três figuras que salientam as disciplinas da vida cristã: o soldado, o atleta e o agricultor. Sem exercício, perseverança e sacrifício pessoal, jamais seremos bem-sucedidos quer no campo de batalha, quer nas competições públicas ou no amanho da terra (Pv 23.23).

1. A disciplina do soldado. Como soldados de Cristo, ajamos de modo disciplinado e perseverante, a fim de agradar ao que nos arregimentou para a guerra: "Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra" (2 Tm 2.3-5). Tinha o apóstolo, em mente, o antigo soldado grego que, no campo de batalha, preferia o sacrifício da própria vida a existir sem honra.

2. A disciplina do atleta. No tempo de Paulo, eram os atletas mais do que disciplinados. Na conquista de uma coroa de louro, empenhavam-se além de suas forças; perseguiam o impossível. Descreve-os o apóstolo: "E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente" (2 Tm 2.5).

Se naqueles estádios, punham-se os competidores a lutar por uma vitória efêmera e corruptível, nós avançamos em busca de eternos galardões. Por isto temos de, à semelhança daqueles atletas, portar-nos de maneira viril e disciplinadamente: "E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível" (1 Co 9.25).

3. A disciplina do agricultor. A agricultura é a mais antiga das ciências; foi o primeiro trabalho de Adão e Eva (Gn 1.26-30). O cultivo da terra, principalmente depois da queda de nossos primeiros pais, tornou-se estressante e árduo. Eis porque o agricultor tanto carece de disciplina e paciência: "O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos" (2 Tm 2.6). No cultivo do fruto do Espírito também não devemos prescindir de disciplina e paciência. Afinal, temos de melhorar a cada dia, refletindo em tudo a imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Tem você agido com disciplina em seu cotidiano? Porta-se com a bravura e o desprendimento do soldado no combate às forças do mal? Abstém-se dos entretenimentos mundanos na conquista da coroa incorruptível? E o fruto do Espírito? Vem você cultivando-o pacientemente como aquele que lavra a terra?

 

SINOPSE DO TÓPICO (II)

 

O soldado, o atleta e o agricultor são os três principais símbolos da vida cristã disciplinada. Eles exemplificam o exercício, a perseverança e o sacrifício pessoal necessários ao crescimento espiritual.

 

III. A EFICÁCIA DAS DISCIPLINAS DA VIDA CRISTÃ

 

Na História das Assembléias de Deus no Brasil, o irmão Emílio Conde narra como o Movimento Pentecostal chegou aos longes mais desconhecidos de nosso país. Diante daqueles relatos, é-nos impossível conter a pergunta: "Como Daniel Berg e Gunnar Vingren lograram tal façanha?" Disciplinados na piedade, foram capazes de suportar o insuportável e, assim, alargar as fronteiras do Reino de Deus.

1. As disciplinas da vida cristã são eficazes contra o pecado. Exilado em Babilônia, Daniel jamais deixou-se atrair por aqueles deuses belicosos e sensuais. Afinal, quando ainda adolescente, propusera no coração não se contaminar com os manjares e vinhos do rei (Dn 1.8). E, assim, pôde ele caminhar toda uma longevidade na presença de Deus. Tinha o profeta suficiente disciplina, a fim de recusar as ofertas da mais luxuriante metrópole do século VI a.C.

Você é suficiente forte para dizer não ao pecado?

2. As disciplinas da vida cristã são eficazes no serviço cristão. Foi Paulo, certamente, o mais aplicado missionário do Cristianismo. Em pouco tempo, quer acompanhado por Barnabé, quer auxiliado por Silas, logrou o apóstolo espalhar a mensagem cristã de Antioquia a Roma. Disciplinadíssimo, possuía um senso de abnegação tão grande que, mesmo às vésperas de sua execução pelas autoridades romanas, não deixou de anunciar as Boas Novas de Salvação (2 Tm 4).

Deseja você alcançar a excelência no serviço cristão? Aja como um soldado, porte-se como um atleta e cultive a perseverança do agricultor.

 

SINOPSE DO TÓPICO (III)

 

As disciplinas da vida cristã são eficazes contra o pecado e no serviço cristão.

 

CONCLUSÃO

 

Sem disciplina, não poderemos jamais agradar ao que nos arregimentou para o seu exército. Adoremos, pois, a Deus. Leiamos a Bíblia. Oremos. E exerçamos a mordomia de nossos corpos, haveres e tempo. Somente assim haveremos de exaltar a Cristo em nosso ser.

Os heróis da fé “não fruíram logo os seus troféus”, conforme cantamos em nossos cultos de oração. Antes, lutaram de forma denodada e fidelíssima, até que o Senhor fosse plenamente glorificado em seus corpos. Quando lemos o capítulo 11 de Hebreus, fascinamo-nos, de imediato, por aqueles homens e mulheres que, na marcha para os céus, operaram o impossível. O segredo? A disciplina da piedade.

Sejamos disciplinados em tudo; dominemo-nos em todas as coisas.

 

VOCABULÁRIO

 

Árduo: Trabalhoso, custoso; penoso.
Cultivo: Lavoura, amanho.
Louro: Folhas de loureiro usadas para cingir os vencedores nos jogos.
Viril: Esforçado, enérgico, vigoroso.

 

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

 

HUGHES, R. K. Disciplinas do homem cristão. RJ: CPAD, 2004.
HUGHES, B. Disciplinas da mulher cristã. RJ: CPAD, 2005.
HUGHES, K.; HUGHES, B. Disciplinas da família cristã. RJ: CPAD, 2006.

 

EXERCÍCIOS

 

1. Explique o significado da expressão "disciplinas da vida cristã".

R. As disciplinas da vida cristã são os exercícios espirituais que proporcionam ao crente uma intimidade com Deus.

 

2. Cite três elementos da disciplina cristã.

R. Adoração, leitura da Bíblia, oração, entre outras.

 

3. Descreva três símbolos bíblicos da disciplina cristã.

R. O soldado, o atleta e o agricultor.

 

4. O que é necessário no cultivo do fruto do Espírito?

R. Disciplina e paciência.

 

5. Cite dois servos de Deus que foram disciplinados no serviço e na devoção ao Senhor.

R. Daniel e Paulo.

 

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO

 

Subsídio Teológico

 

“Paulo e a Disciplina

A declaração de Paulo a Timóteo, com relação à disciplina espiritual - ‘Exercita-te pessoalmente na piedade’ (1 Tm 4.7), envolve-se não de uma importância transcendente, mas de uma urgência pessoal. Há outras passagens que ensinam disciplina, mas este é o grande texto das Escrituras. ‘Exercita’ vem de gymnos, que significa ‘despido’, termo do qual se deriva a palavra ginásio. No grego clássico, nas competições atléticas, os participantes competiam sem roupa, de modo que não fossem estorvados. Portanto, a palavra ‘exercita’ originalmente levava o significado literal de ‘exercitar-se despido’. Nos tempos do Novo Testamento, se referia a qualquer forma de exercício. Mas era uma palavra com odor de ginásio - o suor de um bom exercício. ‘Fazer ginástica (exercitar, treinar) com o propósito da religiosidade’ contém o sentimento do que Paulo está dizendo.

Suor Espiritual. Em uma outra palavra, ele está conclamando ao suor espiritual! Da mesma forma que o atleta se descartava e competia gymnos - livre de tudo que pudesse eventualmente sobrecarregá-lo - devemos livrar-nos de todo estorvo, toda associação, hábito e tendência que impeça a piedade. Se quisermos vencer, devemos despojar-nos até à nudez espiritual”.

(HUGHES, R. K. Disciplinas do homem cristão. 3.ed., RJ: CPAD, 2004, p.6.)

 

APLICAÇÃO PESSOAL

 

Nosso Senhor Jesus Cristo é o verdadeiro exemplo e fundamento de uma vida piedosa e disciplinada. Em tudo se mostrou devoto e cuidadoso: na tentação (Lc 4.1-13), na devoção (Lc 9.28-36), na oração (Lc 5.16; 6.12; 22.41), na comunhão com o Espírito Santo (Lc 4.1,14,18; 10.21), e no sofrimento (Lc 22.42-45).

“A piedade”, afirma a Bíblia, “para tudo é proveitosa” (1 Tm 4.8). As armaduras de Saul não couberam no jovem pastor (1 Sm 17.38,39), mas a piedade e a disciplina "para tudo lhe eram proveitosas" (1 Sm 17.45-47). Os discursos vazios dos amigos de Jó, pouco se mostraram úteis, entretanto, a devoção e a fé "em tudo lhe foram proveitosas" (Jó 19.1,2,25). O vulgar é ser indisciplinado, o raro, ser piedoso e ocupar-se com as disciplinas devocionais da vida cristã. Ora, se a piedade e a disciplina foram os trajes dos santos, com quais andrajos substituiríamos as vestes sagradas? Portanto, "exercita-te a ti mesmo em piedade" (1 Tm 4.7).

 

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. (2Tm 2.15)