Lições Bíblicas CPAD

Jovens e Adultos

 

 

3º Trimestre de 2008

 

Título: As doenças do nosso século - As curas que a Bíblia oferece

Comentarista: Wagner dos Santos Gaby

 

 

Lição 8: Cuidando do corpo com moderação

Data: 24 de Agosto de 2008

 

TEXTO ÁUREO

 

"Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1 Co 6.19).

 

VERDADE PRÁTICA

 

Nosso corpo é o Templo do Espírito Santo, por isso devemos cuidar bem dele, agindo e vivendo de modo equilibrado.

 

LEITURA DIÁRIA

 

Segunda - Rm 12.1

Consagrando o corpo ao Senhor

 

 

Terça - Gl 5.17-21

As obras da carne prejudicam o corpo

 

 

Quarta - 3 Jo 2

Saúde do corpo e da alma

 

 

Quinta - 1 Co 6.18

Pecados contra o corpo

 

 

Sexta - 1 Ts 5.23

Corpo e alma conservados irrepreensíveis

 

 

Sábado - 1 Co 6.19-20

O corpo é templo do Espírito Santo

 

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

 

1 Coríntios 6.12-20.

 

12 - Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.

13 - Os manjares são para o ventre, e o ventre, para os manjares; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo.

14 - Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.

15 - Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo.

16 - Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.

17 - Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.

18 - Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.

19 - Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

20 - Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.

 

INTERAÇÃO

 

Professor, o termo hebraico "bāsār" e o grego "sōma" designam a corporalidade individual, tanto dos homens como dos animais. É a parte visível, externa e material do homem, mediante a qual o sujeito tem uma existência terrena ou somática. O corpo do homem e dos animais foi criado do pó da terra (Gn 1.24,25; 2.7), mas são distintos (1 Co 15.39). Após a Queda, o corpo do homem ficou sujeito ao cansaço, às enfermidades, à corrupção, à ignomínia e à fraqueza (1 Co 15.42,43). Por isso, a Bíblia diz que é necessário que esse corpo corruptível se revista de incorruptibilidade (1 Co 15.53). Utilize essas informações para introduzir sua aula.

 

OBJETIVOS

 

Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:

  • Refletir concernente à relação "mídia" e "corpo".
  • Desenvolver hábitos físicos e alimentares saudáveis.
  • Explicar a sacralização do corpo pelas Escrituras.

 

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

 

Para incrementar esta lição, divida a turma em três grupos. Dê a cada grupo uma folha contendo uma das descrições bíblicas do corpo: Tabernáculo (2 Co 5.1; 2 Pe 1.14); Templo de Deus (1 Co 6.19); e Vaso de barro (2 Co 4.7). Solicite aos componentes de cada grupo que leiam os textos bíblicos e escrevam uma rápida meditação a respeito dessas figuras. Depois, peça que apresentem essa reflexão à turma. Ao terminarem, apresente o gráfico abaixo, baseado em 1 Co 15.44b-49. A tabela é uma analogia entre Adão e Cristo, entre o corpo natural e o corpo espiritual.

 

ADÃO E CRISTO

ADÃO
CRISTO

» O corpo natural veio primeiro
» Corpo espiritual vem posteriormente

» O primeiro homem tornou-se alma vivente
» O Último Adão é espírito vivificante

» Teve origem do pó da terra
» É celestial e divino

» Aqueles que vieram do pó são como ele
» Os celestiais são como Ele

» Nascemos à semelhança de Adão
» Seremos semelhantes a Cristo

 

COMENTÁRIO

 

introdução

 

Palavra Chave

Corpo: A estrutura física e material que, juntamente com a alma e o espírito, compõe o homem.

 

Como servos de Deus, temos a obrigação de cuidar muito bem do nosso corpo, pois ele é o templo do Espírito Santo. E, além disso, é desejo do Pai que desfrutemos de boa saúde física, mental e espiritual. O que não podemos concordar é com os exageros cometidos pela sociedade pós-moderna que cultua o "corpo" em busca de um ideal de beleza imposto pela mídia. Esse é o tema que iremos estudar nesta lição.

 

I. SAÚDE OU CULTO AO CORPO

 

1. Culto ao corpo. É óbvio que devemos cuidar do corpo, todavia, a sociedade moderna, influenciada pela mídia, vem cometendo excessos nessa área. O que temos visto é um verdadeiro "culto à boa forma física", onde os padrões estéticos ditados pelos meios de comunicação são cada vez mais altos e inatingíveis, levando milhares de pessoas às academias de ginásticas e às clínicas de cirurgias plásticas. Muitos, até mesmo crentes, na busca do corpo perfeito, deixam de comer ou se submetem às dietas da moda, sem orientação médica, prejudicando a saúde. Precisamos vigiar, pois sabemos que "o mundo jaz do Maligno" (1 Jo 5.19 - ARA).

2. O dever de cuidar do corpo. Fomos criados para a glória de Deus (Is 43.7). Portanto, toda nossa essência deve ser conservada pura, santa e agradável a Deus (Rm 12.1,2). Controlar o estresse, fazer uma caminhada, manter uma dieta equilibrada é essencial para a saúde física e mental de qualquer ser humano. Muitos pastores se descuidam da saúde física em razão de estarem sobrecarregados com diversas atividades, compromissos ministeriais, estudo, trabalho, família etc. O resultado disso é a incidência cada vez maior de obreiros com problemas cardiovasculares. De acordo com os especialistas, a melhor maneira de prevenir as doenças do coração é reduzir a exposição aos fatores de risco: obesidade, diabetes, hipertensão, níveis altos de colesterol e vida sedentária. Cuidar do corpo é questão de bom senso.

3. Buscando o equilíbrio. O cuidado excessivo com o físico faz com que muitos crentes negligenciem a vida espiritual (Mc 8.36,37). Jesus afirmou que somos o sal da terra, e o sal representa equilíbrio, harmonia, moderação. É claro que precisamos cuidar do corpo e da nossa aparência, mas, sem exageros. Não podemos nos deixar levar pelos padrões impostos pelo mundo. Devemos, sim, nos adequar aos modelos divinos a fim de que em tudo o Senhor seja glorificado (1 Pe 4.11).

 

SINOPSE DO TÓPICO (I)

 

Cuidar do corpo é recomendação bíblica, mas cultuá-lo é idolatria. O cristão deve buscar o equilíbrio para sua saúde mental e física através de uma boa dieta, caminhada, não se estressando e usando o bom senso.

 

II. O TEMPLO DE DEUS

 

1. Nosso corpo é santuário de Deus. A mordomia do corpo implica em reconhecer que o mesmo pertence ao Senhor, e, portanto, deve ser santo e agradável a Deus (Rm 12.1; 1 Co 6.20). Quando recebemos a Jesus Cristo como Salvador, mediante a fé, nosso corpo, outrora dominado pelo pecado, torna-se um santuário ou morada do Espírito Santo. Temos, então, a responsabilidade de mantermos esse santuário sempre arrumado, limpo e santo.

2. Nosso corpo pertence a Deus. Muitos acham que têm o direito de fazer o que quiserem com seu corpo. Esses tais imaginam que isso é liberdade. Porém, na realidade, não passam de escravos de seus próprios desejos. Nosso corpo não nos pertence, pois fomos comprados por bom preço (1 Co 6.19,20). Seu corpo é propriedade do Senhor, por isso não viole os padrões de vida estabelecidos por Ele.

 

SINOPSE DO TÓPICO (II)

 

Uma boa mordomia do corpo implica reconhecer que ele pertence ao Senhor e lhe é santuário.

 

III. PECADOS CONTRA O CORPO

 

Pecar contra o corpo "é transgredir as leis que regem o funcionamento normal do corpo" (1 Jo 3.4). Vejamos alguns exemplos:

1. Glutonaria. Atualmente muitas são as opções para se comer além dos limites: rodízios de carne, massas, self-service sem balança etc. A Palavra de Deus é incisiva contra o pecado de glutonaria (Lc 21.34; Gl 5.21; 1 Pe 4.3). O consumo exagerado de alimentos resulta em obesidade, um mal que está associado principalmente às doenças cardiovasculares. Muitos crentes em Jesus preocupam-se somente com o bem-estar da alma, esquecendo-se de que também precisam zelar pelo corpo através de uma alimentação equilibrada.

2. Fornicação. Diz respeito à prática sexual entre pessoas solteiras. Trata-se de um pecado contra o corpo. É obra da carne (Gl 5.19; Ef 5.3). O solteiro que não teme a Deus não consegue dominar seus desejos. Mas, os autênticos servos do Senhor contam com a ajuda daquEle que habita em nós, o Espírito Santo (1 Co 6.20). Muitas são as conseqüências do pecado contra o corpo. Atualmente temos visto o crescente aumento do número de pessoas infectadas com o vírus HIV (vírus da AIDS) que pode ser facilmente contraído em relações sexuais. Segundo dados do Ministério da Saúde, de 1980 a junho de 2007 foram notificados no Brasil 474.273 casos de AIDS. A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte (Rm 3.23).

3. Adultério. Diz respeito às relações sexuais de pessoas casadas com outras casadas ou solteiras. Deus abomina o adultério (Êx 20.14; Lv 18.20; Dt 5.18), pois contraria a lei natural do matrimônio e da monogamia. É uma atitude que entristece a Deus porque mostra que preferimos seguir nossos próprios desejos a nos colocarmos sob a direção do Espírito Santo. Jesus deixou claro que o adultério ocorre no coração, antes do ato (Mt 5.28).

4. Prostituição. Diz respeito a todas as práticas sexuais pecaminosas, inclusive o homossexualismo (Dt 23.17; 1 Co 6.10,16; 1 Ts 4.3). O Diabo tem feito de tudo para levar o máximo de pessoas à perdição eterna. Infelizmente, muitos estão facilitando as coisas para ele: assistindo a filmes impróprios, acessando sites inconvenientes, lendo revistas pornográficas, e tantos outros vícios mundanos. Não dê lugar ao Diabo! (Ef 4.27; Pv 1.10; 5.1-23). Não contamine seu corpo e sua alma! A retidão diante do Senhor resulta em saúde física, mental e espiritual.

 

SINOPSE DO TÓPICO (III)

 

A glutonaria, a fornicação, o adultério e a prostituição são alguns pecados contra o corpo.

 

CONCLUSÃO

 

Na Bíblia encontramos várias mensagens que nos orientam a manter-nos puros e saudáveis. Então, cuidemos do nosso corpo objetivando a glória de Deus: "Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus" (1 Co 10.31).

 

VOCABULÁRIO

 

Obesidade: Deposição excessiva de gordura no organismo, levando a um peso corporal que ultrapassa em 15%, ou mais, o peso ótimo.
Saúde: Estado do indivíduo cujas funções orgânicas, físicas e mentais se acham em situação normal; estado do que é sadio ou são.

 

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

 

CABRAL, E. Mordomia cristã. RJ: CPAD, 2003. HOLLOMAN, H. O poder da santificação. RJ: CPAD, 2003.

 

EXERCÍCIOS

 

1. Cite três elementos necessários à saúde física e metal.

R. Controlar o estresse, fazer uma caminhada e manter uma dieta equilibrada.

 

2. O que acontece com o nosso corpo quando aceitamos a soberania de Cristo sobre nossas vidas.

R. Torna-se santuário do Espírito Santo.

 

3. Explique a razão pela qual o crente não tem o direito de fazer o quiser com o seu próprio corpo.

R. O nosso corpo não nos pertence, pois fomos comprados por bom preço.

 

4. Cite quatro pecados contra o corpo.

R. Glutonaria, fornicação, adultério e prostituição.

 

5. Leia Romanos 12.1, faça uma breve meditação e a transcreva.

R. Resposta pessoal (Professor não se esqueça de corrigir).

 

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO

 

Subsídio Doutrinário

 

"Os pecados contra o corpo

1. Pode o corpo pecar? Não! O corpo por si mesmo não tem poder algum. Porém, há uma lei que opera sob a força do pecado adâmico em todos os homens. Essa é a lei do pecado, que opera sobre os membros do corpo para pecar (Rm 6.6-23). Deus estabeleceu leis físicas para a mordomia do corpo. Essas leis físicas governam o universo e a vida física de cada pessoa. Porém, essas leis não governam isoladamente no corpo. Elas são regidas por leis superiores da alma e do espírito, e são denominadas de instintos naturais. Esses instintos são os impulsos naturais colocados pelo Criador no ser humano, capacitando-o para originar e preservar a vida natural. São os impulsos de alta preservação, de aquisição, de fome e sede, de procriação e de domínio ou posse.

2. Que significa pecar contra o corpo? Significa transgredir as leis que regem o funcionamento normal (1 Jo 3.4). O pecado manifesta-se no corpo através das cinco faculdades (ou sentidos físicos): a visão, audição, olfato, paladar e tato. Essas faculdades do corpo são distintas umas das outras, e exercem funções sob comando da alma e do espírito. Nenhum desses sentidos possui poderes morais ou espirituais. Esses instintos se expressam mediante o poder da alma racional do homem [...]".

(CABRAL, E. Mordomia cristã. RJ: CPAD, 2003, p.60.)

 

APLICAÇÃO PESSOAL

 

Não são poucos os servos de Deus que estão enfermos. Alguns sofrendo de doenças degenerativas, outros nem tanto. Muitos sofrem ao ver a corrupção de seu corpo. O clamor de certos aflitos semelha-se ao grito de dor e angústia de Paulo: "Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?" (Rm 7.24). Por mais que essa dor o aflija, não se desespere. Ainda que esta seja a tua oração diária, não desanime. Se já chegaste ao teu limite, e como Jó disseste: "Pereça o dia em que nasci, e a noite em que se disse: Foi concebido um homem" (Jó 3.3), tranqüilize-se. Um novo corpo, celeste e incorruptível, o aguarda: "Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus" (2 Co 5.1). O teu fim é glorioso! Entenda que o teu gemido não é para ser despido deste tabernáculo, transitório e frágil, mas para ser "revestido, para que o mortal seja absorvido pela vida" (2 Co 5.4). Deus preparou um corpo glorioso para seus filhos!

 

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. (2Tm 2.15)